sexta-feira, 15 de outubro de 2010

"A Lamentação" (1305), de Di Giotto

Como analisar uma Obra de Arte?

"As obras não são realmente olhadas _
pois ver não é o mesmo que olhar, assim
como ouvir não é igual a escutar.

Ver envolve apenas o esforço de abrir os olhos;
olhar significa abrir a mente e usar o intelecto.

Olhar uma pintura é como partir para uma viagem_
uma viagem com muitas possibilidades,
incluindo o entusiasmo de compartilhar a visão de uma outra época.

Como em qualquer viagem, quanto
melhor a preparação, mais gratificante
será a expedição. "
Robert Cumming.
Para entender a arte.

Eleita a melhor obra dos últimos tempos

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Experiência do Poeta Khalil

"E a Beleza não é um desejo,
mas um êxtase
Não é uma boca sequiosa nem
uma mão vazia que se estende,
Mas antes um coração inflamado
e uma alma encantada.

Ela não é a imagem que desejais
nem a canção que desejais ouvir,
Mas antes a imagem que contemplais
com os olhos velados
E a canção que ouvis com os
ouvidos tapados.

Não é a seiva por baixo da cortiça enrugada
Nem uma asa atada a uma garra,
Mas sim um jardim sempre em flor e
Uma multidão de anjos em voo"
KHALIL GIBRAN

quarta-feira, 2 de junho de 2010

O AMOR, QUANDO SE REVELA

"O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.
Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de lhe dizer.
Fala: parece que mente
Cala: parece esquecer
Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pr'a saber que a estão a amar!
Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!
Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar..."

FERNANDO PESSOA

segunda-feira, 8 de março de 2010

Preliminares

Início preliminar do capítulo "Fé Divina e Ciência Científica"
.


        Há dois conteúdos que estão evoluindo, mas interpretados erroneamente pela maioria da humanidade, sendo vistos com muita diferença e impossíveis de conciliar. Acredito numa visão bem diferente da maioria, não pelo simples fato de fé ou de razão, mas simplesmente pela questão de como saber conciliar ambas para ter uma fé mais pura e uma ciência mais consciente, acreditando no que é visto como divino e estudando o que é científico.

        Fé e ciência são duas maneiras diferentes de aceitar e descobrir as verdades. Quando a solução é divina está contida em um universo intelectual particular que se pode sentir e comentar, mas somente explica-se cientificamente o que se pode demonstrar com rigor e objetividade. Os resultados ao serem individualizados a cada pessoa ou intenção podem transmitir insatisfação particular, ou seja, serem bons a umas e ruins a outras, podendo causar inconsequentemente uma fé pecaminosa ou uma ciência inconsciente. A possibilidade de relacionar ambas faz com que possamos ser mais conscientes, humanistas e espiritualistas; combinando proposições verdadeiras e identificando proposições falsas em relação ao que pode ser melhor para a humanidade e seu planeta Terra. Fé e ciência não devem partir de uma bifurcação com caminhos opostos, como diferem as intenções e particularidades das pessoas, mas é preciso ter simplicidade para unir ambas as ideias quando são boas, porque não é uma contradição real ou aparente da realidade, podendo assim, serem aliadas ao pensamento para descobrir e não inventar o destino da humanidade e, com isso, proteger e não aniquilar a nossa essência e existência de pessoas humanistas, civilizadas, verdadeiras e conscientes.


A intenção deste capítulo é interseccionar e unir a Fé Divina com a Ciência Científica utilizando fórmulas, pesquisas e análises; para calcular os fatos ou experimentar os atos.

         O segredo está na fórmula que você usa as intenções para calcular e chegar a boas interpretações equilibradas!?...


Unindo duas forças da mente:
Quer saber sobre: Deus ou Natureza
A Natureza até pode ser comparada com a complexidade da nossa mente, mas a nossa mente não pode jamais ser comparada com a sabedoria de Deus.
Estou em um lugar que pode ser considerado o paraíso, porque posso sentir que estou com os dois no lugar certo e na hora certa para ouvir o desabafo da mãe Natureza, pois agora ela está muito cansada e com uma grande ressaca, só de olhar daqui de cima para o mar posso ver. Quando olho para o céu e vejo sua cor avermelhada reluzindo no horizonte e chocando-se com o mar, sei que está na hora de apagar a luz e deixá-la sozinha. Os seres humanos que andam pela rua na madrugada esquecem que existe a Natureza. Outros seres humanos se caso tivessem um pouquinho da humildade e sabedoria de Deus, sem sombra de dúvida seriam os poetas.
Deus é o Pai e a Natureza é a Mãe.
A bondade do Pai é testemunha que Ele não criou a Mãe Natureza e, também, que não é ele quem à governa.
A Mãe é tantas vezes tão desrespeitada por seus filhos que acaba se enfurecendo. O aquecimento global é a resposta de quanto os seus filhos são mal educados e ingratos a ela.
Agora nesse silêncio que aqui estou com o Pai e a Mãe, eu aprendi:
  1. Que o Pai é tão sábio que deu o livre-arbítrio aos seus filhos;
  2. Que a mãe é tão boa e forte, porque vem hà tanto tempo aguentando a ingratidão de seus filhos deseducados;
  3. Se os filhos pensam que o Pai nunca ajudou é porque nunca enxergaram o esforço que o Pai faz para serem felizes;
  4. Se um filho pensa que a Mãe não está iluminando o caminho dele é porque seus pensamentos estão em uma profunda escuridão;
  5. Todos os seres com vida que habitam a Terra são irmãos, no entanto, filhos de Deus Pai e Mãe Natureza.

"Com o passar do tempo os seres que habitam o Planeta vão socializando-se e evoluindo com a globalização. Com o crescimento da urbanização a natureza dos seres vivos perdem a humildade e simplicidade embrutecendo o seu caráter; consequencia do sistema governamental pessoal."

Preliminares

Início preliminar do capítulo...
"A Vida Após a Morte do Corpo"



Na matemática os cálculos são exatos, mas sem limites para calcular. A própria teoria de Cálculo da primeira fase dos cursos das áreas tecnológicas e ciências exatas estudam a definição de “Limite” de uma maneira intuitiva e também de uma maneira convencional, porque os números tendem ao infinito. Numericamente imaginando e calculando a distância de um número inteiro e outro adjacente, percebemos que o intervalo da aproximação do número um (1) e do número dois (2) tende ao infinito, sendo então necessário definir um ponto limite lógico para alcançar o próximo estágio ou número. Para compreender a vida com o corpo e a vida sem o corpo é necessário utilizar a mesma fórmula, mas ao invés de se calcular números se calculam fatos, o que torna o assunto muito complexo e extenso. Posto isto, eu sucinto uma ferramenta em forma de “feedback” sobre o assunto, que lhe proporcionará um estímulo em reação às próprias comprovações e experiências vividas.
O ciclo da vida é composto por: Universos, Galáxias, Órbitas, Planetas, Corpos, Espíritos, Energias, etc. Constantemente tudo tende ao fim, mas para todo fim existe um recomeço, que tende para outro fim, sem na verdade chegar absolutamente ao fim. Acredito que existem infinitos Universos com infinitas Galáxias integradas em Órbitas e não é diferente com os Planetas, os Corpos e os Espíritos. Destruições catastróficas acontecem em um Universo e ressurgem em outros. Junções Galácticas formam outra bem maior. Colisões de dois Planetas criam outros menores. Na desunião do Corpo com o Espírito a nova vida torna-se eterna; sendo uma alma benéfica ou maléfica, que tenderá a tornar-se um anjo ou não ao sentir-se amada pelo Pai, nosso Deus criador!


Dia do Purgatório...

“No dia que o corpo morre Deus recebe a alma no purgatório para ajudá-la a purificar-se, mas algumas fogem com medo de encarar os erros, não entendendo o verdadeiro Deus e o sentido da vida ao lado direito do Pai...

...ficando do lado esquerdo de Deus...
...vagando perdidas na atmosfera terrestre em uma profunda solidão sem razão até o dia que aceitarão o melhor sentimento: o Amor de Deus Pai.
Amém ao nosso Senhor, que assim seja ao nosso Criador!
O nosso Irmão Cristo Redentor ao o nosso Pai retornou sem rancor.

Preliminares

Início preliminar do capítulo "A Criação de Deus".



O surgimento das coisas no planeta Terra e o seu próprio aparecimento na galáxia Via Láctea provém provavelmente da frequência de algum Deus. A criação organizada de Deus e a formação do Universo ressurgem com os fenômenos de um mundo desorganizado que existe há muito tempo, onde rochas e pedras ainda colidem causando explosões catastróficas no espaço sideral; sendo a união o fator de sentimentos e consequência de novas transformações.

Combinações de elementos químicos com fenômenos físicos dão origem a formação da matéria que pode ou conter uma energia finita ou conter uma energia infinita. Há muito tempo se fala dos Deuses e se estuda os possíveis Universos paralelos, Galáxias e suas Órbitas. Tudo pode estar ligado, como também, tudo pode estar desligado. A mente humana pode fazer a união entre duas igualdades ou diferenças, mas também pode fazer a desunião; dependendo apenas da vontade ou interpretação de cada intenção ou pessoa.


Nossas ideias podem concordar ou não, como as analisamos e as julgamos, automaticamente as interseccionamos, observando-as no mesmo universo. Ambas as opiniões podem ser iguais ou distintas, no caso, contidas na mesma galáxia ou não, podendo também, ter sentidos ou tamanhos diferentes. O efeito da teoria da relatividade pode atraí-las ou afasta-las dos campos de ação próximos e pequenos, sendo pertencentes e dependentes de um campo de ação longínquo e gigantesco.

Nenhum corpo está completamente parado, como às vezes o observamos ou imaginamos, porque todos os corpos estão integrados na trajetória em relação a um corpo maior, cujo seus movimentos nunca são congruentes. Tudo está relacionado em Órbitas, tudo está pertencendo a uma das Galáxias, tudo está contido em seus respectivos Universos e tudo pode depender dos Deuses para existir. É possível existir um ser supremo para cada coisa, como por exemplo: Um Deus para cada Universo, um Deus para cada Galáxia, um Deus para cada Órbita, um Deus para cada Planeta, um Deus para cada tipo de milagre, um Deus criador da vida para cada tipo de corpo, um Deus protetor dos males para cada pessoa inocente, etc. Independente das crenças ou certezas de cada pessoa é importante respeitar as diferenças e concentrarmos em nossas razões para aperfeiçoa-las, porque devemos entender a nossa existência, alcançar a sabedoria divina e de qualquer forma aprender a viver com paz e amor, para que a vida seja boa e divina.

Os estágios do ser humano são: Espírito, Alma, Santo e Anjo. O Espírito é a vida que acompanha o corpo. Alma é a continuação da vida após a morte do corpo. Os Santos são intermediários, entre Deus e a humanidade; são extremamente bondosos. Anjo é a alma que ou possui ou redimiu-se a pureza absoluta. Quando somos criados por Deus, somos um anjinho; devido a nossa pureza e inocência. Em nossa evolução espiritual cometemos erros e pecados, os quais, devemos superá-los para jamais repeti-los, podendo evoluir de forma boa até alcançarmos o estágio superdesenvolvido de Anjo Adulto.

A complexidade da vida está apenas em nossos pensamentos, com interpretações contraditórias e expressões diferentes sobre as mesmas coisas que acabam incompreensíveis.




O Nosso Criador
Deus é o pai divino e o criador da vida, o espírito, energia vital, procria a vida quando os conjuntos de fatores formam um corpo. Com o passar dos tempos os corpos e espíritos evoluem. Homem e mulher, passam por um processo biológico de multiplicação de seres vivos quando o espermatozóide do pai fecunda no óvulo da mãe, formando o corpo, que no seu primeiro milésimo de segundo Deus cria o seu espírito, dando-lhe a vida e o direito de livre-arbítrio, tendo então, liberdade para desenvolver-se com uma índole boa ou má, conforme sua personalidade, de acordo com a própria capacidade mental e espiritual.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Humanismo de Albert Einstein

"O ser humano vivência a si mesmo, seus pensamentos como algo separado do resto do universo - numa espécie de ilusão de ótica de sua consciência. E essa ilusão é uma espécie de prisão que nos restringe a nossos desejos pessoais, conceitos e ao afeto por pessoas mais próximas. Nossa principal tarefa é a de nos livrarmos dessa prisão, ampliando o nosso círculo de compaixão, para que ele abranja todos os seres vivos e toda a natureza em sua beleza. Ninguém conseguirá alcançar completamente esse objetivo, mas lutar pela sua realização já é por si só parte de nossa liberação e o alicerce de nossa segurança interior. " Albert Einstein

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Par ou Ímpar

"Existem pares perfeitos separando-se
Maridos ou esposas cansando-se de amar
Deixando apagar a chama das coisas boas
Acendendo a luz para ver as coisas ruins
Tornando o presente um verdadeiro vazio
Sentindo por dentro um profundo desconforto:
Insegurança, tristeza e abandono
Insegurança para saber fazer a coisa certa
Tristeza bloqueando a capacidade para agir
Abandono magoando a intenção de voltar
Machucando-se da boca pra fora e ferindo-se por dentro
Agindo completamente sem controle e razão
Repetindo os mesmos erros e somando as coisas ruins
Apague a luz e deixe ascender à chama:
Da liberdade, novidades e reconquistas
Aqueçam-se na beira do fogo fortalecendo a amizade
Deixem o calor do fogo re-aquecer seus corpos suavemente
Acreditem que é possível um re-começo bem melhor
Doem-se o que mais precisamos na vida:
Carinho, força e cuidado
Carinho manifestado com os bons sentimentos
Força para superar as coisas ruins e boas juntos
Cuidado é o que precisamos para alimentar o amor
Aceitem calmamente à vontade de um e do outro
Respeitem-se honestamente para serem felizes"
Dugo's

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Três Verdades

"Olhar bem divergente sempre
Aceito como provável ou possível
Não poupando esforços para calcular
Todas as hipóteses que são cabíveis
Intencionalmente esqueço as mentiras
Porque não consigo enxergar os resultados
Quando a tese não é verdadeira
Hipoteticamente a hipótese pode ser falsa
Teoricamente gravo o que está correto
Admito sem preocupar-me no que é convicto
Os postulados comprovam apenas na prática
Com respostas verdadeiras que dão resultado
As interpretações podem ser uma solução
Mas também podem ser uma confusão
A linguagem escrita tem suas metáforas
Enquanto a falada tem suas duplicidades
A metodologia ou vida é muito mais complexa
Pode ser sobre a vida ou ao que ouvimos
Ou fato com relação ao fato ou ao olfato
Ou vista com relação ao que ouvimos ou vemos
As questões são exatas, mas também ingratas
As verdades são claras, mas também ocultas
As respostas são certas, mas também erradas"
Dugo's

Saber Calcular

"Já fiz tanta coisa errada
Tentei consertar tantas vezes
Sempre calculo da melhor forma possível
Muitas vezes com uma fórmula ótima
Mas a resposta nem sempre agrada
Nem chego a pensar na resposta
Independente dos meus cálculos
Estarem certos ou errados
A resposta sempre me surpreende
Obrigando-me a ter que calcular novamente
E novamente a resposta é a mesma
Convencido que a resposta está certa
Mas surpreso com a fórmula diferente
Refaço os dois cálculos novamente
Sem dúvida alguma a resposta é a mesma
Sempre pensando da melhor forma possível
E as coisas sempre dando certo ou errado
Errar é não se agradar com a resposta
É não tentar evitar uma avalanche
É você desabar lá do alto da montanha
Por ser ingrato com a resposta positiva ou negativa
Que foi tirada a prova real
Com a melhor fórmula:
Lealdade, honestidade e generosidade."
Dugo's

O Sol

"Todo o mal que acontece na Terra
Deus envia para o Sol dissolver
O Sol absorve tudo de ruim
Fortalecendo o seu fogo
Nossa vida ao lado de Deus
E bem distante do Sol
Nos aquecemos suavemente
De mãos dadas com os pais
E os amigos a nossa volta
O Sol tem o poder destrutivo
Deus tem o poder construtivo
Eu posso aquecer meu corpo nu
Até mesmo à noite no inverno
Porquê Deus vem aquecer-me
Sempre que preciso, lembro-me de Jesus
A sua história está guardada na memória
Nossa estória está escrita por Deus
Nos momentos mais difíceis
Deus me levantou do pó
Como tudo é imprevisto
Sou mais um cego de Jericó
Até mesmo o poder destrutivo do Sol
Incinerando tudo que encosta
Gera muito distante de si uma
Energia positiva que traz benefícios
A luz solar é como respingos
Atingindo meu corpo, emitindo
Purificação de tudo que destrói
Como se fosse um Deus
Que absorve tudo de ruim
Para moldar e liberar tudo de bom
Mas, Deus é a criação da vida
Sem depender de malefícios"
Dugo's

O Futuro do Planeta!?...

"Nós não damos valor ao nosso Planeta Terra, porquê
Nós não somos um grupo de amigos

Por que não conhecemos outro ser com a mente mais poderosa que a nossa?!...

(Talvez o mundo animal seja mais inteligente...)

Caso conhece-se-mos! Aí nos preocuparíamos que  roubassem nosso planeta Terra
Aí, seriamos amigos e valorizaríamos o nosso Planeta

Preservaríamos a água que bebemos, as florestas, os rios e os mares, porquê ainda não conhecemos planeta melhor!?...

O que seria de nós se nos manda-se-mos para outro planeta e nem pudéssemos questionar?

O que vai acontecer com nós, se não cuidarmos do nosso planeta Terra!?..."

(Será que vamos perdê-lo para os alienígenas ou vamos destruí-lo sozinhos...)
Dugo's